Entenda como funciona o financiamento imobiliário Santander

Se você está em busca do seu imóvel e chegou o momento de comprar sua casa própria, é hora de cotar as melhores possibilidades de crédito com as instituições financeiras. Por isso, vamos apresentar o financiamento imobiliário Santander.

Entender as condições oferecidas pelo Santander ajuda a determinar se essa é a solução que mais se encaixa no seu perfil. Por isso, acompanhe o conteúdo que preparamos para você.

O processo

O financiamento imobiliário é a linha de crédito que permite comprar sua casa nova de maneira parcelada, já que os preços dos imóveis costumam ser elevados e, para muitos, essa conquista só é possível com essa linha de crédito.

A taxa de financiamento imobiliário Santander é a partir de 6,99% ao ano mais a TR (Taxa Referencial). Porém, é preciso passar pela análise de crédito para definir, de acordo com seu perfil, as condições propostas.

Para realizar esse objetivo, são necessárias cinco etapas de financiamento imobiliário Santander simulação e aprovação de crédito, cadastro e envio dos documentos, acompanhamento da análise, contrato e liberação do crédito.

Além disso, é necessário ser correntista do banco e ter um relacionamento com a instituição, assim como fazer uso de produtos Santander. Não é um processo burocrático e cansativo, então você também pode contar com a contratação digital do crédito imobiliário.

Como funciona o processo digital?

O processo acontece integralmente via internet, desde o simulador de financiamento imobiliário Santander até a emissão do contrato. Então, o primeiro passo é realizar a simulação diretamente no site do banco: informe seus dados e os dados do imóvel e siga para a análise de crédito.

Em seguida, cadastre as informações pessoais e a proposta, e envie a documentação solicitada, tanto do imóvel quanto pessoal. Pelo próprio internet banking ou aplicativo, você acompanha a análise, verifica a aprovação e a avaliação técnica do imóvel.

O contrato de financiamento imobiliário Santander é emitido ao final da fase de análises, e você precisa comparecer à agência para assiná-lo. Com ele assinado e registrado, e a matrícula do imóvel atualizada entregue ao banco, o crédito será liberado ao vendedor e você começa a pagar as parcelas.

Amortização

Com o financiamento imobiliário Santander, você conta com duas possibilidades de amortização: SAC (Sistema de Amortização Constante) e Tabela Price. Entenda cada uma destas modalidades abaixo:

O SAC é o sistema mais usado no Brasil e garante parcelas que são maiores no início do financiamento, mas diminuem com o tempo. Isso porque os juros da operação são atualizados mensalmente e incidem sobre o valor do seu débito, que é reduzido com o passar do tempo.

Com a Tabela Price, sistema menos utilizado no Brasil, o valor das parcelas são fixos. Para você entender, a primeira prestação será composta por juros de financiamento imobiliário Santander e outros encargos, que diminuem ao longo do financiamento. Assim, o valor da amortização aumenta, resultando em parcelas de igual valor por todo o contrato.

FGTS no financiamento imobiliário Santander

Fazendo o seu financiamento imobiliário Santander, você pode utilizar os recursos do seu FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para liquidar parcelas vigentes, antecipar, reduzir ou quitar o saldo devedor.

Isso pode ser feito desde que se trate da compra de um imóvel residencial com valor de até R$ 1,5 milhão. Os documentos necessários para esse processo são:

  • Autorização para saque do FGTS devidamente preenchida e assinada com reconhecimento de firma;
  • Extrato atualizado do FGTS;
  • Comprovante de residência atual;
  • Comprovante de estado civil;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  • Declaração do Imposto de Renda;
  • Carta da empresa empregadora.
  • Características do financiamento imobiliário Santander

    O financiamento imobiliário Santander é um dos mais populares e acessíveis do mercado. Os requisitos básicos para iniciá-lo e os cuidados com o financiamento imobiliário Santander que você precisa observar são:

  • Pagar o valor equivalente a 10% ou 20% do valor do imóvel como entrada (o FGTS também pode ser usado nesse momento);
  • As parcelas não devem ultrapassar o limite estabelecido de 30% da sua renda (ou renda familiar);
  • É possível financiar até 80% do valor do imóvel, em um prazo de até 35 anos;
  • Você pode financiar as despesas cartorárias e o ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) juntamente ao crédito imobiliário;
  • São oferecidos os seguros obrigatórios DFI (Danos Físicos ao Imóvel) e MIP (Morte e Invalidez Permanente).
  • Financiamento imobiliário é com a equipe Melhortaxa!

    Se você está em busca de alternativas para começar seu financiamento, o que acha de contar com uma equipe especializada em crédito imobiliário para encontrar as melhores soluções do mercado?

    Envie seu formulário de cadastro, informando os dados do seu financiamento, e nossa equipe vai encontrar as melhores soluções para você avaliar e definir a que melhor se encaixa no seu perfil. Acesse agora mesmo.