Como é o processo na Melhortaxa?

A Melhortaxa ajuda você desde o momento de escolher o melhor crédito imobiliário. Para isso, solicitamos que você preencha um formulário com algumas informações básicas, como cidade em que se localiza o imóvel que deseja comprar ou ceder em garantia, o prazo no qual pretende quitar a dívida e o valor do imóvel.

Assim que concluir o preenchimento, você será direcionado a uma página com algumas propostas de acordo com o seu perfil. Essas sugestões podem ser ordenadas por menor taxa, menor ou maior prazo, menor ou maior valor financiado etc.

Você poderá selecionar até três dessas propostas e, a partir disso, enviaremos mais detalhes em até 72 horas por e-mail. Todo o nosso contato é on-line. Contudo, se você preferir, também pode tirar suas dúvidas pelo telefone. Nossa equipe de especialistas terá o maior prazer em atendê-lo.

Simuladores de crédito

Antes de contratar um financiamento ou refinanciamento, é necessário utilizar um simulador de crédito imobiliário para conferir se é possível pagar pela operação sem comprometer excessivamente a renda do contratante. Confira aqui os simuladores exclusivos da Melhortaxa!

Como a Melhortaxa não cobra nada?

É isso mesmo! Além de ajudar você a realizar o seu grande sonho de comprar um imóvel ou adquirir capital para novos projetos, a Melhortaxa não cobra pelo serviço prestado. Para quem busca economia, esse é mais um ponto positivo.

A gratuidade ocorre porque os custos não são repassados ao cliente, sendo que eles são pagos apenas pelas instituições. Portanto, você não precisa ficar preocupado quanto ao preço. A Melhortaxa realmente não cobra qualquer adicional pelo serviço prestado.

Nas propostas, os valores que você visualiza são referentes apenas às parcelas do financiamento ou refinanciamento de imóvel. Vale lembrar que cada instituição fina nceira cobra um valor, pois o CET (Custo Efetivo Total) e os juros ao mês são diferentes entre os bancos.

Como é o processo de crédito imobiliário na Melhortaxa?

Na Melhortaxa, você consegue solicitar o empréstimo com imóvel de garantia sem sair de casa. O primeiro passo é preencher o cadastro com as informações relacionadas ao seu perfil. A partir disso, o site retorna com as propostas personalizadas.

Nesse momento, o cliente escolhe as condições que mais atendem às suas necessidades e comunica a Melhortaxa. A instituição escolhida, então, solicita uma série de documentos. Depois do banco aprovar toda a documentação, incluindo a do imóvel, ele solicita o parecer de um engenheiro. Esse profissional irá vistoriar a propriedade para saber se tudo está em ordem e o quanto ela realmente vale.

Assim que o banco aprovar esse procedimento, as partes estarão aptas a assinarem o contrato. Quando esse documento estiver assinado, o dinheiro poderá ser liberado ao cliente.

Como encontrar as melhores taxas para meu financiamento?

A taxa de financiamento imobiliário varia de acordo com a instituição. Por se tratar de uma compra de alto valor — que impacta e muito no orçamento a longo prazo —, é importante pesquisar com atenção os valores cobrados por cada banco.

Na Melhortaxa, a busca pode ser feita de maneira rápida e simples por um simulador de financiamento de imóveis. Em um só lugar, tem acesso às propostas de várias instituições, a partir do seu perfil. Para isso, é necessário apenas preencher um breve formulário com alguns dos dados, como o preço do imóvel.

Quando usar financiamento de imóveis?

O financiamento de imóveis pode ser usado para comprar imóveis na planta, em construção, novos e usados. Em teoria, esse tipo de crédito está disponível para toda a população

Entretanto, para conseguir o crédito é necessário atender a alguns requisitos, dependendo do tipo de financiamento. É importante ainda conhecer as modalidades existentes para escolher a melhor opção.

No Brasil, é possível fazer o financiamento imobiliário de duas maneiras. A principal diferença entre elas é a utilização ou não do FGTS (Fundo Garantidor por Tempo de Serviço).

Como funciona o SFH?

No Sistema Financeiro Habitacional (SFH), o comprador pode utilizar o FGTS que dispõe, seja para dar de entrada ou para amortizar o débito ao longo do tempo. Além disso, a modalidade só financia imóveis residenciais até determinado valor, dependendo da localidade onde eles estão disponíveis.

O SFH foi criado na década de 1960 com o objetivo de facilitar a aquisição da casa própria. Ele possui regras estipuladas pelo governo e que são inspecionadas pelo Banco Central. O programa “Minha Casa, Minha Vida”, por exemplo, se enquadra nessa categoria.

Para conseguir aporte pelo SFH, o interessado precisa comprovar ter trabalhado ao menos três anos com carteira assinada, não ter outro financiamento de casa ou apartamento por essa modalidade, nem ser proprietário de imóvel onde reside ou trabalha.

Como funciona o SFI?

O SFI foi criado em 1997 com o intuito de atender aqueles que não se enquadram no outro tipo de financiamento de imóvel. Nesse caso, o crédito está disponível para pessoas físicas e jurídicas, tanto para a compra de propriedades residenciais quanto comerciais.

Outra diferença é que esse sistema não tem limite de financiamento, o que faz com que os juros cobrados sejam maiores que no SFH. O SFI segue as regras do próprio banco que oferece o crédito imobiliário. Essa modalidade pode ser uma opção para quem deseja comprar uma nova residência ou um novo ponto comercial.

Quais são os requisitos para financiar?

Tanto para financiar uma casa ou apartamento pelo SFH quanto pelo SFI, o comprador precisa comprovar alguns dados e atender algumas exigências. O financiamento de imóveis só é concedido, por exemplo, aos brasileiros e estrangeiros com visto permanente no Brasil, que têm mais de 18 anos ou são emancipados, e dispõem de nome limpo.

Em muitos casos, a parcela deve corresponder a até 30% do rendimento mensal do interessado. Essa medida é favorável aos clientes, pois evita que o orçamento seja comprometido e as parcelas difíceis de serem pagas.

A idade limite é outro requisito para a concessão de crédito imobiliário. A soma da idade do interessado com o tempo de amortização não pode ser superior a 80 anos e 6 meses.

O que significa SAC e Tabela Price?

Ao solicitar o financiamento, é preciso escolher um sistema de amortização. Isso serve para auxiliar no cumprimento da dívida e evitar a inadimplência. No caso específico desse crédito, existem dois tipos de amortecimento que são mais comuns no Brasil.

O SAC (Sistema de Amortização Constante) permite que o valor da amortização seja constante, enquanto os juros diminuem e, consequentemente, as parcelas também. No final, o saldo total pago no SAC costuma ficar mais barato.

Por outro lado, quando o financiamento imobiliário segue a Tabela Price, as parcelas são fixas. Depois de um tempo, os juros caem e a amortização aumenta, mas a prestação permanece a mesma.

Apesar de o SAC aparentar ser mais vantajoso, por ser mais econômico, ele não está disponível para todos os compradores. Como a parcela inicial é maior, se no momento de fazer o financiamento o interessado não comprovar a renda necessária, ele só poderá pagar pela Tabela Price. Por isso, o crédito imobiliário precisa ser personalizado de acordo com a situação de cada cliente.

Como ocorre o processo de refinanciamento do imóvel?

O refinanciamento de imóvel é uma operação simples, apesar do nome causar confusão. Como um tipo de empréstimo pessoal, no refinanciamento o solicitante cede, como forma de garantia, um imóvel de sua propriedade para a instituição financeira.

Depois, os valores solicitados são depositados diretamente em sua conta e, como essas quantias costumam ser maiores, é comum que sejam utilizadas para investir em um negócio próprio, fazer uma viagem para o exterior ou até mesmo para pagar dívidas à vista.

Mas afinal, como funciona o refinanciamento de imóvel? Como posso solicitar um para mim? Para encontrar as melhores condições para o financiamento, basta preencher o cadastro com seus dados e perfil econômico aqui na Melhortaxa, depois disso, retornaremos com propostas personalizadas.

Nesse momento, o cliente escolhe as condições que mais atendem às suas necessidades e comunica a Melhortaxa. A instituição financeira escolhida, então, solicita alguns documentos para que o processo se inicie.

Depois do banco aprovar a documentação, ele solicita o parecer de um engenheiro. Esse profissional irá vistoriar a propriedade para saber se tudo está em ordem e quanto ela realmente vale. Se tudo estiver em ordem as partes assinam o contrato e o dinheiro poderá ser liberado ao cliente.

Quais as vantagens de fazer o refinanciamento do imóvel?

O refinanciamento de imóvel possui vantagens quando comparado com outros tipos de créditos, como o cheque especial, por exemplo. Conheça algumas delas abaixo.

Obter até 60% do valor do imóvel
Por meio do refinanciamento imobiliário, é possível receber até 60% do valor do imóvel. Além disso, esse montante pode ser usado do jeito que o tomador de crédito preferir.

Diferentemente do financiamento, em que o dinheiro está atrelado à compra imobiliária, nesse caso, a instituição simplesmente faz a transferência do valor. O cliente poderá aproveitar o empréstimo como quiser, seja para quitar uma dívida mais cara, pagar uma viagem especial ou investir na empresa.

Taxas baixas
A taxa de refinanciamento de imóvel é uma das menores do mercado. Em geral, os juros giram em torno de 1% ao mês. Enquanto o empréstimo pessoal tem taxas médias de 4% ao mês.

Em função disso, há mutuários que solicitam o refinanciamento de casa para ajudar a pagar à vista uma dívida cara. Nesse caso, o indivíduo realiza a troca de débitos, o que garante um respiro maior para o orçamento.

Para entender melhor essa estratégia, basta comparar os juros cobrados no cheque especial, do crediário, do cartão de crédito, e do refinanciamento. A diferença pode te surpreender.

Prazo longo para pagamento
Outro fator que faz o refinanciamento de apartamento ou casa se destacar é o prazo para pagamento. Ele permite que a transação seja paga em até 20 anos, diferentemente do empréstimo pessoal, cujo prazo costuma ser de até quatro anos.

Caso o cliente tenha dificuldades em fazer o pagamento, é importante entrar em contato com a instituição credora. Uma nova negociação poderá ser feita para evitar a inadimplência e facilitar o pagamento das parcelas do refinanciamento.

Crédito para negativados
Quando o indivíduo está negativado, solicitar um empréstimo para auxiliar o orçamento costuma ser difícil. Por considerarem que a pessoa ou negativada é má pagadora, muitas instituições financeiras cobram taxas maiores usando os juros como compensação de uma possível inadimplência.

Por isso o refinanciamento de imóveis pode ser uma opção, já que há maior segurança quanto ao pagamento, já que esta é a residência da pessoa. Dessa forma eles cobram menos, independentemente de quem seja o cliente.

Documentos necessários para refinanciar um imóvel

Para conseguir refinanciar o imóvel é preciso apresentar uma série de documentos pessoais e da propriedade. Cada instituição possui uma lista de itens que são requisitados.

Entre os documentos pessoais exigidos estão a carteira de identidade, CPF e comprovante de renda. Já para demonstrar a situação do imóvel, as instituições pedem a certidão de matrícula, a certidão negativa de tributos imobiliários e o IPTU.

Entenda como funciona a posse indireta

Você não precisa ser um expert em finanças para reverter a sua situação econômica e organizar o orçamento. Na Melhortaxa, você conta com uma assessoria exclusiva que pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos.

Encontre as propostas ideais para o seu projeto em um só lugar. O procedimento para obtenção do empréstimo ocorre rapidamente. Desse modo, em poucos dias você já pode estar com o montante de que precisa. Vale notar ainda que todo o nosso serviço é gratuito, pois não repassamos custos aos clientes.

Aproveite já para encontrar as melhores oportunidades para estruturar o seu orçamento. Preencha o nosso formulário e receba, sem sair de casa, as propostas de refinanciamento de imóvel que mais se encaixam ao seu perfil. A Melhortaxa te ajuda!