Saiba como ocorre a transferência de financiamento imobiliário

Entenda melhor quais as vantagens e como fazer a portabilidade

Sabia que é possível fazer a transferência de financiamento imobiliário para outra instituição? Dessa forma, você pode conseguir condições melhores, como uma assistência mais eficiente e juros menores.

A portabilidade está disponível para todas as pessoas físicas em bancos que fazem parte do Sistema Financeiro Nacional (SFN). Confira o passo a passo para solicitar esse tipo de serviço!

 

Vantagens da transferência de financiamento

A vantagem mais óbvia da transferência de financiamento de um banco para outro é a economia. Por se tratar de uma operação que envolve um valor significativo, diminuir os juros pode valer muito a pena.

Por lei, nenhum banco pode se recusar a ceder o crédito para outra instituição. Ou seja, ele não pode fidelizar os clientes. Os consumidores são livres para optar por outro serviço de financiamento, se assim desejarem.

Além disso, a portabilidade não pode ser casada com outros serviços. O banco não pode, por exemplo, obrigar o consumidor a contratar títulos de capitalização ou outro serviço.

Quanto mais distante do fim do contrato, mais vantajosa é a transferência de financiamento. Desse modo, o ideal é que, ao perceber que os juros podem ser menores, você deve buscar alternativas para economizar.

Para ter uma ideia das taxas cobradas, temos um barômetro que indica as taxas médias cobradas de acordo com a modalidade (SFI, SFH e MCMV). Se observar que há a possibilidade de pagar menos, aproveite para fazer a portabilidade do financiamento.

Documentos necessários

Para solicitar a portabilidade, você também deverá apresentar uma nova série de documentos no novo banco. Somente depois da análise é que a instituição aprovará ou não a transação.

O consumidor precisa mostrar:

  • CPF;
  • telefone;
  • número e condições do antigo contrato;
  • comprovante de residência.

Dicas para fazer a portabilidade

Antes de decidir fazer a portabilidade de financiamento, observe se o CET (Custo Efetivo Total) na segunda instituição é, realmente, menor. Muitas vezes, uma instituição cobra menos juros, mas tem taxas administrativas maiores. Então, é importante considerar tudo.

Segundo a regulamentação do Banco Central, os bancos não podem cobrar para fazer a transferência. Se eles cobrarem, o consumidor poderá fazer uma denúncia ao Procon.

Outro aspecto muito importante sobre a portabilidade é que ela não muda o prazo de pagamento. O número de parcelas e o término da operação se mantém na nova instituição, mas o valor do serviço poderá diminuir.

Faça a portabilidade na Melhortaxa

Aqui, você não precisa se preocupar com a burocracia que envolve a transferência de financiamento de imóvel. Nós te orientamos e ajudamos em todo o processo!

Utilize o nosso simulador de portabilidade para verificar quais são as melhores condições para você. Compare as propostas e escolha o que for melhor para o seu orçamento.

Veja Também