Saiba como conseguir empréstimo para o casamento

Fazer um empréstimo para casamento por meio do refinanciamento é a melhor opção para você pagar menores taxas de juros.

Pretende se casar e não sabe como pagar as despesas envolvendo a cerimônia, festa e lua de mel? Antes de mais nada, é preciso ter em mente um planejamento financeiro e verificar qual é a quantia que você consegue usar nesse momento importante.

Feito isso, é só se cadastrar em nosso site e conferir quais instituições oferecem os menores juros do mercado. Conheça maneiras de resolver essa situação com algumas dicas sobre como fazer um empréstimo para casamento sem ser preciso pagar elevadas taxas de juros todo mês.

?

Por que fazer um empréstimo para o casamento?

Verificar suas economias e saber se será viável ou não fazer um refinanciamento imobiliário é uma das melhores opções ao planejar o casório. O motivo disso é uma melhor organização financeira na hora de arcar com todas as despesas desse dia especial.

Com o dinheiro do empréstimo em mãos, geralmente será possível quitar todos os gastos e ainda sobrar um pouco para a lua de mel. Ainda, dependendo da situação, a quantia solicitada será transferida rapidamente à sua conta e você não precisará mexer nos seus investimentos.

Outro benefício é que, ao ter o montante necessário, os gastos depositados em cartões de crédito e suas infinitas parcelas serão mínimos. Dessa forma, não será preciso juntar todo o dinheiro antes da cerimônia e, sim, já quitar despesas como buffet e outras empresas contratadas.

No entanto, quando falamos em empréstimos sem envolver alguma garantia de imóvel, as taxas de juros mensais podem ser elevadas e desvantajosas ao seu bolso. Por isso, pense duas vezes antes de solicitá-los e verifique as inúmeras vantagens proporcionadas pelo refinanciamento.

Fazer uso de simuladores e verificar opções de empréstimos pessoais pode também não ser muito útil. Apesar deles analisarem qual possui o menor juros do mercado, muitas vezes eles continuam elevados, fazendo o valor do seu saldo devedor aumentar mensalmente.

Vantagens de fazer um refinanciamento antes de se casar

Como citado acima, optar pelo refinanciamento ao invés de um empréstimo pessoal pode ser muito vantajoso ao seu bolso, principalmente pelas taxas de juros serem menores. Muitas vezes, ao solicitar essa modalidade de crédito, seu cadastro é analisado e, em seguida, a instituição financeira pedirá toda a documentação necessária para lhe ceder o dinheiro.

Para quem não sabe, no refinanciamento, seu imóvel é dado como garantia e a quantia disponibilizada na sua conta é muito maior em relação às demais modalidades de crédito. Tudo isso com juros mensais de, em média, 1,1% — relativamente inferior ao empréstimo pessoal quando esse índice atinge mais de 10% muitas vezes.

Ao contrário do que muitos pensam, os riscos da instituição financeira tomar seu imóvel em caso de atraso no pagamento das parcelas é quase nulo. Isso porque os gastos que ela terá durante esse processo acaba sendo desvantajoso. Nesse caso, a propriedade é apenas uma garantia basicamente.

Outro benefício envolvendo esse tipo de crédito é o tempo máximo para você conseguir quitar todo o pagamento à instituição. Enquanto nos empréstimos convencionais o prazo geralmente é de cinco anos, no refinanciamento a quantidade de parcelas pode chegar a 240 meses (20 anos).

O crédito com imóvel de garantia também se sobressai em relação aos consórcios imobiliários. Isso acontece, pois o refinanciamento não requer o pagamento de mensalidades sob a vantagem de concorrer a sorteios todos os meses e correr o risco de ser contemplado após muitas tentativas.

Antes de refinanciar, consulte quais instituições possuem as menores taxas do mercado

Um dos principais cuidados ao contratar um empréstimo para casamento com o refinanciamento é verificar a quantia ideal para poder pagar todos os gastos com a cerimônia. O motivo ao fazer isso é que, em algumas situações, o solicitante pode acabar pedindo um valor superior ao necessário e sentir dificuldades em pagar as parcelas.

Por esse motivo, se planejar financeiramente é uma boa opção no refinanciamento. Para isso, basta montar uma planilha e inserir o valor de cada despesa que você terá no casamento e verificar se sua renda mensal está de acordo com os gastos.

Mesmo sendo um empréstimo com juros baixo, comparar as taxas de refinanciamento cobradas pelas principais instituições financeiras do Brasil é muito importante. Assim, você consegue saber qual é a melhor, solicitar a quantia necessária e pagar prestações com valores ainda menores.

Está em busca de um refinanciamento e organizar seu casamento? Então, faça um cadastro na Melhortaxa, que irá lhe mostrar qual instituição possui as melhores taxas do mercado de acordo com o seu perfil. Confira!

Veja Também