Refinanciamento de imóvel: por que fazê-lo com a Caixa?

Em tempos de crise, o refinanciamento é a forma mais eficiente de conseguir um bom dinheiro rapidamente e com segurança.

Um refinanciamento de imóvel, ao contrário do que muita gente pensa, não tem nada ver com o pagamento de débitos relacionados à casa ou apartamento comprados. Um refinanciamento imobiliário é simplesmente um empréstimo, em que a garantia da quitação é o imóvel.

Essa opção é uma boa, pois o cliente pode usar o dinheiro como quiser. Em um refinanciamento de imóvel pela Caixa Econômica Federal, é possível tomar um empréstimo que vai de R$ 20 mil a 50% do valor do imóvel, pago em até 20 anos.

Em uma concessão de crédito pessoal convencional, por exemplo, o banco exige que a dívida seja completamente quitada em no máximo 4 anos.

Mas um refinanciamento de imóvel é mesmo seguro?

Ao fazer o refinanciamento de imóvel, o bem passa a ter dois donos. Calma, não precisa se assustar! O morador continua com a posse direta da sua casa, apartamento ou escritório profissional e seu uso continua normalmente.

Dessa forma, a instituição financeira passa a ser proprietária indireta. Mas isso, na prática, não interfere em nada. Após o final da dívida, o dono original volta a ter posse completa do imóvel.

É sempre essencial pesquisar os menores juros do mercado, e em empréstimos convencionais, a taxa pode passar dos 4%. Isso pode acabar complicando a vida do cliente, que corre o risco de entrar em uma bola de neve. Ninguém quer pegar mais empréstimos para conseguir pagar empréstimos anteriores, certo?

No refinanciamento, os juros são consideravelmente menores. Eles são informados apenas pela Caixa pessoalmente. Por esse ponto de vista, a escolha então é considerada segura para o consumidor.

Ainda têm dúvidas de como prosseguir? Consulte os nossos especialistas! A Melhortaxa compara os juros e taxas praticados no mercado para você se decidir da melhor forma. Faça uma simulação no nosso site!

Como funciona o refinanciamento de imóvel Caixa 

A Caixa não se limita apenas a refinanciamentos de bens em áreas urbanas. Também são aceitos imóveis e terrenos rurais, avaliado em, pelo menos, R$ 30 mil. Vale ressaltar que o serviço de avaliação é cobrado pela instituição.

Para efetuar o refinanciamento de imóvel pela Caixa, são exigidos os seguintes pontos e documentos:

  • O imóvel deve estar quitado e no nome do requerente;
  • É preciso ter conta-corrente na Caixa Econômica Federal;
  • RG e CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda,
  • Certidão de matrícula do imóvel.

Outro ponto para prestar atenção, é a importância de estar ciente de que, além das taxas de juros, a Caixa também cobra impostos comuns ao refinanciamento. São eles:

  • Imposto de operações financeiras (IOF);
  • Seguro de morte e invalidez (MIP),
  • Seguro de danos físicos do imóvel (DFI).

Refinanciamento é na Melhortaxa! 

Às vezes nos atrapalhamos com dívidas ou precisamos de uma quantia mais alta para investir em um pequeno negócio, por exemplo. Para quem não quer correr riscos e perder muito tempo no processo, o refinanciamento se torna uma opção viável. 

Se sente inseguro e não sabe qual caminho trilhar? A Melhortaxa está ao seu lado e pode te ajudar a realizar os seus sonhos! Contamos com um time de especialistas que podem te aconselhar nessa decisão. Converse com a gente e tome as melhores decisões. 

Veja Também