Preço do metro quadrado cai pelo 2º ano seguido

Segundo pesquisa do FipeZap, o preço do metro quadrado recuou 0,21% em 2018 em todo o Brasil

O preço do metro quadrado dos imóveis residenciais à venda em todo o Brasil registrou queda pelo segundo ano consecutivo. Tal informação foi divulgada pelo Índice FipeZap no início de 2019, levando em consideração o valor de mercado em 20 cidades do país.

Este fenômeno é típico de quando o ciclo econômico de um país passa pela fase de recuperação, após ter enfrentado terríveis crises capazes de afetar diferentes setores. Neste post, vamos falar mais sobre a alteração sofrida no metro quadrado de diversas partes do Brasil e a atual situação do mercado. Confira!

Detalhes da pesquisa

Desconsiderando a inflação oficial de 2018, a retração no valor do metro quadrado em todo o país foi de 0,21% ao longo dos 12 meses. Agora, se formos considerar o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de 3,75%, a desvalorização no preço das propriedades beira os 4%.

Como o índice de 0,21% não leva em consideração a inflação acumulada ao longo do ano passado, podemos falar que ele representa a queda nominal no valor das propriedades. Cabe lembrar, 2018 foi o segundo ano, desde 2008, em que ocorreu uma desvalorização dos imóveis no mercado.

Contudo, se comparado à 2017, a desvalorização do preço do metro quadrado em 2018 foi inferior. De acordo com a pesquisa, a retração de valor no ano passado foi de 0,53% — um índice considerado alto, tendo em vista o início do período de recuperação da economia.

Cidades cujo metro quadrado desvalorizou

Como já mencionado, o levantamento do FipeZap considerou o valor de metro quadrado em 20 municípios do Brasil antes de constatar a desvalorização no preço dos imóveis.

No entanto, enquanto alguns municípios apresentaram uma desvalorização, outros se valorizaram. No caso, os três municípios cujos imóveis mais tiveram redução de preço são:

  • Niterói (RJ): 4,06%;
  • Rio de Janeiro (RJ): 3,59%,
  • Fortaleza (CE): 2,25%.

Municípios cujo valor de metro quadrado subiu

Com relação aos municípios que sofreram aumento de preço no metro quadrado das propriedades, os três em destaque estão situados nas porções centro-oeste, sudeste e sul do país. Curiosamente, dois deles apresentam os maiores IDH’s do Brasil. Confira:

  • Curitiba (PR): 3,39%;
  • Goiânia (GO): 2,5%,
  • São Caetano do Sul (SP): 2,49%.

O metro quadrado em 20 cidades brasileiras

A média do valor de metro quadrado nas 20 cidades avaliadas pela pesquisa FipeZap foi de R$ 7.528 no último mês do ano passado. Dentre todas, 12 correspondem às capitais dos estados de todas as regiões do país.

A seguir, confira uma tabela do preço do metro quadrado dos municípios avaliados

Município

Estado

Valor

Rio de Janeiro

RJ

R$ 9.402

São Paulo

SP

R$ 8.829

Distrito Federal

DF

R$ 7.781

Niterói

RJ

R$ 7.005

Florianópolis

SC

R$ 6.894

Belo Horizonte

MG

R$ 6.427

São Caetano do Sul

SP

R$ 6.060

Curitiba

PR

R$ 5.921

Recife

PE

R$ 5.895

Vitória

ES

R$ 5.854

Fortaleza

CE

R$ 5.778

Porto Alegre

RS

R$ 5.591

Campinas

SP

R$ 5.564

Santo André

SP

R$ 5.334

Santos

SP

R$ 5.288

São Bernardo do Campo

SP

R$ 4.908

Salvador

BA

R$ 4.904

Vila Velha

ES

R$ 4.727

Goiânia

GO

R$ 4.210

Contagem

MG

R$ 3.552

Entenda o ciclo de recuperação da economia

Após ter enfrentado uma profunda crise entre o fim de 2014 e meados de 2017, o mercado imobiliário, atualmente, passa por um período de recuperação. Com isso, o preço do metro quadrado costuma diminuir na maioria das regiões do país, favorecendo bolso de quem deseja investir no setor.

Como se sabe, os quatro ciclos econômicos existentes no mercado de imóveis são: expansão, excesso de ofertas, recessão e recuperação. No entanto, o último desta lista é considerado o melhor momento para adquirir um novo imóvel com excelentes condições de juros e facilidades de pagamento.

Isso porque, como o número de vendas durante a crise foi muito baixo, o mercado apresenta um grande estoque de imóveis disponíveis. Logo, como a oferta é muito grande, o valor das propriedades tendem a diminuir, pois o cliente terá mais opções a seu alcance antes de fechar negócio.

Diante disso, a melhor coisa a ser feita é adquirir um novo imóvel com os menores juros do mercado de acordo com seu perfil. Para isso, cadastre-se já aqui na Melhortaxa e receba ajuda gratuita de nossos especialistas durante a contratação de um financiamento imobiliário capaz de atender suas necessidades!

Veja Também