Portabilidade de financiamento: mitos e verdades

A portabilidade de financiamento imobiliário é alvo de vários mitos na internet, tentando te convencer de que esse processo não é vantajoso

A portabilidade de financiamento imobiliário é um processo no qual ocorre a migração de uma dívida de um banco para outro. Normalmente, isso acontece porque o cliente está insatisfeito com as elevadas taxas de juros cobradas pela instituição financeira na qual o crédito foi concedido.

Contudo, diante da onda de notícias falsas circuladas na internet, algumas informações equivocadas foram criadas sobre como esse processo é feito. Por esse motivo, separamos neste post alguns mitos e verdade sobre o refinanciamento que você deve levar em consideração durante o processo de migração da sua dívida!

?

Verdades

Antes de mais nada, uma das principais dúvidas diz respeito a como funciona a portabilidade de financiamento imobiliário. Isso porque, muitos não sabem, mas esta operação pode ser feita quantas vezes o cliente quiser durante o pagamento das prestações do crédito.

No caso, cadastre-se aqui na Melhortaxa e nossa equipe irá te ajudar a verificar qual banco oferece as melhores condições de portabilidade de acordo com seu perfil.

A portabilidade pode ser feita em todos os financiamentos

Sim. Mesmo o assunto deste post sendo financiamento imobiliário, saiba que a portabilidade também pode ser feita com veículos. No caso, a grande vantagem do processo será reduzir o valor dos juros cobrados mensalmente pela instituição atual, oferecendo melhores condições de pagamento aos clientes.

Na Melhortaxa, cabe lembrar, é possível simular a portabilidade de financiamento imobiliário quantas vezes quiser até encontrar aquela mais adequada às suas necessidades. Além disso, é possível migrar sua dívida quantas vezes quiser sem pagar nada às instituições envolvidas.

Todas as instituições devem ter um canal de atendimento para o cliente reclamar de algo envolvendo o processo

Todas as instituições financeiras são obrigadas a fazerem a portabilidade, caso o cliente solicite. Ainda, é seu dever oferecer toda a assistência necessária durante a execução de todos os trâmites até a assinatura do contrato com o novo banco contratado.

Caso o cliente seja lesado ou não receba as orientações devidas, o banco precisa oferecer um SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor). Se isso não for o suficiente, recomenda-se procurar a ouvidoria e registrar a ocorrência.

Mitos

Na internet, existem diversos mitos envolvendo a portabilidade de financiamento imobiliário que, de certa forma, podem incentivar o cliente a não optar por esse processo. Um dos principais envolve questões de prazo e cobranças indevidas pelos bancos durante os trâmites. Confira!

A portabilidade é um processo complexo de ser feito e pode demorar muito

Normalmente, a instituição atual tem o prazo de até dois dias úteis para separar todas as documentações solicitadas pelo novo banco. Ainda, em até cinco dias, ela pode apresentar uma contraproposta com o intuito de manter a dívida do cliente hospedada.

O processo, de modo geral, é feito rapidamente e envolve apenas as duas instituições. Dessa forma, o cliente ficará encarregado apenas de verificar qual banco oferece as melhores condições de portabilidade, mediante análise dos juros a serem cobrados.

Prazo do financiamento sofre alteração na portabilidade

O prazo do financiamento não é alterado quando a portabilidade é feita. No caso, apenas os juros e taxas administrativas se modificam, diminuindo as parcelas e se tornando mais vantajosas ao bolso do cliente.

Por exemplo: o saldo devedor é de R$ 200 mil, divididos em 100 parcelas (8 anos e 4 meses) de R$ 2 mil + juros de 12% a.a. Ao optar pela portabilidade, o índice cai para 10% a.a, mas o prazo permanece o mesmo..

Alguns bancos cobram ao fazerem a portabilidade

Os bancos que fazem portabilidade de financiamento imobiliário não podem cobrar nenhum valor para fazer a portabilidade. Nesse caso, o cliente talvez pague os custos envolvendo a nova avaliação do imóvel solicitada pela nova instituição.

Segundo regulamentação do Banco Central do Brasil de 2013, caso algum valor seja cobrado do cliente durante a portabilidade, o mesmo não deve pagá-lo. Diante disso, deve-se procurar o Procon e abrir uma denúncia contra o banco em questão por cobrança indevida.

As instituições podem não aceitar fazer a portabilidade

Todos os bancos são obrigados a fazer a portabilidade de crédito caso o cliente solicite. Caso não queira atender ao seu pedido, é seu dever entrar em contato com o SAC, ouvidoria ou, em último caso, mover uma ação por violação dos seus direitos como consumidor.

A portabilidade de financiamento imobiliário é um direito seu. Então, caso queira saber quais proporcionam as melhores condições de acordo com o seu perfil, cadastre-se já no site da Melhortaxa.

Gratuitamente, nossa equipe de profissionais irá oferecer total suporte e assistência desde a análise dos juros até a migração da dívida ocorrer, de fato. Por isso, não perca mais tempo e preencha nosso formulário e faça uso de nosso simulador de portabilidade!

Veja Também