Pastilhas ecológicas são tendência em revestimento

Se você acabou de financiar o seu imóvel e está cuidando do acabamento, um produto inovador acaba de ser lançado no mercado. A empresa Rivesti desenvolveu  a primeira linha de pastilhas totalmente sustentável e econômica para utilizar em áreas externas e internas. Depois de três anos de pesquisas e um investimento de R$ 5,5 milhões, o produto é resultado da reciclagem de embalagens de PET (85%) e aditivos minerais reaproveitados (15%).  

O processo de fabricação, também sustentável, demanda baixo consumo de energia elétrica, não emite poluentes nem gera resíduos. Cada metro quadrado de pastilhas Rivesti evita o lançamento de três quilos de CO2 na atmosfera e retira 66 garrafas PET do ambiente. Durante o transporte, há também redução de emissão de poluentes por causa do baixo peso das pastilhas, 66% mais leves. "Sustentabilidade é a base do nosso produto. Além disso, a sua aplicação é muito fácil. Os encaixes embutidos em todas as placas eliminam o indesejado efeito de plaqueamento, comum às pastilhas convencionais”, explica Rafael Sorano, criador da pastilha ecológica e CEO da Rivesti.

Graças a essa tecnologia, a instalação das pastilhas é até seis vezes mais rápida que a dos concorrentes, o que significa economia em mão de obra. O design reduz em até 60% a quantidade de argamassa no assentamento e rejuntamento e garante que as pastilhas não se desprendam das estruturas revestidas. Elas podem ser aplicadas sobre alvenaria comum ou drywall, em áreas internas e externas, como piscinas, fachadas, banheiros. “As pastilhas têm 0% de absorção de água e são fabricadas com aditivos que protegem contra ação dos raios UV e agentes químicos”, afirma Sorano.

Podem ser encontradas em várias tonalidades e efeitos cromáticos inéditos no mercado. São 33 tons vibrantes no catálogo permanente e ainda contam com a possibilidade de reproduzir qualquer cor da escala Pantone.

Totalmente brasileira
Com patente requerida em 150 países por todo o mundo, a tecnologia Rivesti é 100% brasileira. As pastilhas foram desenvolvidas no Brasil com o apoio da empresa alemã Merck e da norte-americana Momentive. Estão disponíveis em 80 lojas de todo o país.

 

Veja Também