O que é saldo devedor e como isso muda os juros?

O valor da parcela de financiamento de imóvel deve ser calculada a partir do custo efetivo total

Quando você realiza um financiamento de imóvel para obter a casa própria, surgem muitas dúvidas sobre o que é saldo devedor, o prazo de pagamento da dívida e quais taxas, além dos juros, incidem sobre o valor restante das parcelas.

Saldo devedor no financiamento imobiliário é o valor da dívida no período consultado. A taxa de juros, cobrada mensalmente nas parcelas, é calculada em relação ao saldo devedor daquele período.

Nestes casos, deve-se ficar atento aos altos juros. Uma consultoria, como a Melhortaxa, é especializada em financiamento, refinanciamento de imóvel e de veículo, portabilidade de financiamento imobiliário e ajuda a evitar abusos.

Quais taxas incidem sobre o saldo devedor?

É fundamental ter conhecimento sobre o cálculo total do valor das parcelas da compra do imóvel para que você domine o planejamento para quitação da dívida e saiba quais as taxas legais que podem ser cobradas sobre o valor do financiamento.

O valor do saldo devedor varia ao longo do tempo, mediante ajuste de tarifas bancárias como a correção monetária e o Custo Efetivo Total (CET). Verifique no contrato assinado por você quais são as taxas do CET para calcular o custo do financiamento imobiliário.

Como o crédito imobiliário é uma cessão de valor financeiro, ele segue a taxa referencial para compensar o efeito da inflação. Para quem opta por TR fixo, a conta a ser feita é outra. Se preferir, use simuladores para analisar a diferença.

Tabela SAC x Tabela Price: quais as diferenças?

Para quem pensa em financiar bens duráveis no Brasil, é possível realizar o procedimento seguindo duas tabelas. A Tabela de Sistema de Amortização Constante (SAC) e a Tabela Price.

A Tabela SAC é a mais utilizada no caso de financiamento de imóvel e possui, como principal característica, parcelas com valores decrescentes. Para calcular a parcela é preciso somar o valor da amortização (valor financiado dividido pelo número de meses) + os juros sobre o saldo devedor.

Já a Tabela Price é muito utilizada em financiamento de veículos e se destaca por possuir as parcelas com o mesmo valor ao longo da quitação de empréstimo. A amortização ocorre de forma crescente, com a última parcela mais cara que a primeira.

Como escapar de juros altos?

A melhor dica para obter um financiamento que cabe no seu bolso é ficar atento às mudanças da tarifa de crédito oferecida por diferentes bancos. É possível, caso você deseje, mudar o financiamento do imóvel de um banco para outro e migrar a dívida.

Muitas vezes, com essa variação de juros e taxas, o financiamento que você realizou há tempos atrás pode não estar mais tão vantajoso com propostas mais baixas de concorrentes. O processo para realizar esta troca chama portabilidade financeira.

O que é a portabilidade?

A portabilidade de crédito imobiliário é uma negociação que você realiza com o banco para migrar o seu saldo devedor de uma instituição para outra que ofereça condições de juros melhores. No entanto, antes de realizar a portabilidade, vale tentar negociação com seu banco atual.

Pela lei, os bancos não podem recusar a solicitação do credor de realizar a portabilidade. Se preferir, o refinanciamento de imóvel também é uma opção. Para o interessado, a portabilidade não permite aumento do prazo para quitação da dívida ou obter um valor a mais de crédito.

Como solicitar a portabilidade?

O pedido pode ser realizado por qualquer pessoa física cujo financiamento tenha sido realizado por um banco integrante do Sistema Financeiro Nacional.

Quando solicitado, o imóvel passa por uma avaliação do novo banco. Por isso, é importante observar o custo final definido pela nova instituição.

A Melhortaxa pode auxiliar você a solicitar a portabilidade de financiamento imobiliário de forma rápida, online e gratuita.

Complete seu cadastro com informações sobre seu perfil de comprador e o tipo de empréstimo para que a gente encontre as melhores ofertas!

Veja Também