Novo sistema para o Financiamento Caixa Imóvel

Conheça o financiamento imobiliário atrelado à inflação, proposto pela Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou uma nova linha de crédito para financiamento de imóveis, na última terça-feira (20). A modalidade é indexada pela inflação e baseada no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), ampliando as possibilidades de Financiamento Caixa Imóvel.

O Governo Federal já havia dado indícios de mudanças para o crédito imobiliário da Caixa. Em transmissão ao vivo pela internet, o presidente do país, Jair Bolsonaro, chamou de “histórica” as novidades que estariam por vir.

Além da modalidade atrelada ao IPCA, a Caixa Econômica havia baixado as taxas de juros referentes ao Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), agora, ambas a partir de TR+8,5% ao ano.

O que a nova linha de crédito traz?

A nova opção de crédito imobiliário da CEF, oferece taxas a partir de 2,95% ao ano + IPCA para funcionários públicos e em condições especiais. Para se enquadrar nas condições especiais, é preciso ter perfil de bom pagador e conta salário na instituição, garantindo que o desconto das parcelas sejam debitados direto da conta.

Não funcionários públicos também podem optar pelo novo Sistema de Financiamento Caixa. As taxas de juros variam de 3,25% a 4,95% ao ano. + IPCA, de acordo com a relação do cliente com o banco.

O novo sistema para outros bancos

As demais instituições, agora, analisam e montam cenários possíveis para o financiamento imobiliário baseado à inflação. Por enquanto, somente a Caixa Econômica Federal irá operar com a transação.

Casal recebendo a chave da casa própria?

Há vantagens do novo sistema de financiamento?

O sistema baseado no IPCA financia, assim como o SFH, até 80% do imóvel, com pagamento em até 30 anos. Entretanto, não é possível o comprometimento de mais de 20% da renda. No SFH essa porcentagem pode chegar a 30.

A modalidade poderá também trazer algumas vantagens, como a ampliação da concorrência e a possibilidade de um financiamento mais benéfico ao bolso do cliente.

Mas, para o cofundador da Melhortaxa, Rafael Sasso, ainda é preciso esperar que financiamentos baseados ao IPCA sejam realizados, para se ter a certeza de que o custo efetivo total será realmente vantajoso.

Com o que devo me preocupar?

A nova modalidade de financiamento de casa pela Caixa pode oferecer riscos.

Apesar das taxas fixas serem baixas, a inflação não transmite segurança, principalmente a longo prazo, como costumam ser feitos os financiamentos imobiliários.

Em 2015, por exemplo, o IPCA chegou a 10,67%. Em julho deste ano, o percentual dos últimos 12 meses era de 3,22%.

Assim, os valores das parcelas podem variar muito ao longo do empréstimo, desequilibrando as finanças e aproximando o cliente da inadimplência.

“É bom planejar e comparar muito bem as ofertas, por isso é tão importante utilizar um comparador de preços como a Melhortaxa”, ressalta Sasso.

Pesquisando as opções

Antes de aceitar essa ou outras opções de financiamento, é preciso pesquisar, e buscar a mais adequada ao seu perfil. Na Melhortaxa você pode fazer uma simulação online do crédito, comparando diversas instituições financeiras, e encontrar as melhores possibilidades de financiar a casa própria.

A própria Caixa oferece taxas de juros de financiamento menos voláteis. As baseadas pela Taxa Referencial (TR), por exemplo, são mais otimistas em relação a este ponto. Devido à queda da Taxa Selic, a TR está há dois anos em zero. Ou seja, quem opta pela modalidade de financiamento, paga apenas a taxa fixada pela instituição.

O novo sistema para Financiamento Caixa Imóvel passa a valer nesta segunda-feira (26).

Veja Também