Gestão do agronegócio: melhore os resultados na entressafra

Algumas mudanças podem garantir lucros durante todo o ano

Há diversos fatores que influenciam diretamente nos resultados da agricultura, como o clima. No entanto, quando existe uma gestão do agronegócio por trás, muitos riscos podem ser previstos e minimizados, garantindo mais rentabilidade.

Deixada de lado por boa parte dos agricultores, a entressafra pode ser um excelente momento para investir na propriedade. Confira algumas dicas para manter esse período produtivo e melhorar o rendimento anual!

Quando ocorre a entressafra

Por melhor que o solo seja, ele não é capaz de gerar plantio o ano todo. Nesse sentido, o período entre um ciclo e outro é chamado de entressafra. Para o pequeno e médio produtor, essa é a fase mais complicada do ano, pois não garante renda.

Porém, é possível desenvolver outras culturas nesse momento e não deixar o solo completamente inativo. Essa alternância de plantios é até bastante benéfica para o ambiente, pois desgasta-o menos.

?

Pastagem-lavoura

Durante o período de entressafra, uma alternativa é usar o solo para a pastagem. Isso ajuda a dinamizar o solo, evitando os impactos causados por uma mesma cultura, como a redução de nutrientes. Além disso, a técnica pastagem-lavoura permite criar pequenos rebanhos e aumentar os lucros.

Fazer com que o solo esteja em constante manejo também ajuda a diminuir as ervas daninhas e as pragas. No Brasil, um país tropical, esses seres podem prejudicar significativamente as próximas culturas.

Inverno

A maior parte dos plantios se beneficia das estações chuvosas, como a primavera e o verão. No entanto, há algumas culturas que podem se desenvolver no inverno. Esse é o caso do girassol, do milho e do trigo, por exemplo.

Além de evitar as pragas, essa técnica fará com que o solo permaneça enriquecido para quando a cultura original retornar. Isso ocorre porque a entressafra pode beneficiar a safra, melhorando as condições químicas, biológicas e físicas.

Nesses meses de entressafra, o produtor pode ainda aproveitar para produzir alimentos para os animais da propriedade. Seja para vender ou para consumo na propriedade, plantar no inverno ajuda a deixar a economia mais dinâmica e se destacar perante o mercado.

Para escolher a melhor cultura para esse período, é importante que o agricultor conheça a terra que possui e as suas necessidades. Se a propriedade for pequena e não tiver muito espaço para animais, por exemplo, talvez nem valha a pena fazer uma pastagem.

Sorgo

Há quem deixe de produzir na entressafra por acreditar que o solo precise descansar. De fato, é importante não desgastar demais o local em que depois receberá novos plantios.

No entanto, é possível plantar sorgo, uma espécie de planta que não prejudica o solo. Muitos produtos já perceberam as vantagens de fazer esse plantio, após uma safra de cana-de-açúcar.

Vale notar que o sorgo tem um ciclo rápido, que gira em torno de 110 dias. Portanto, ele permite obter lucro na entressafra.

Como obter crédito agrícola

Seja para comprar suprimentos, equipamentos ou matrizes, o produtor pode recorrer a um crédito agrícola. No Brasil, existem algumas modalidades de empréstimo para esse tipo de negócio.

O crédito para custeio é aquele que permite comprar equipamentos, máquinas e matrizes, sendo que o prazo para pagamento é de 24 meses. Já o crédito para investimento serve para adquirir animais e fazer outras operações relacionadas com o agronegócio. Nesse caso, o prazo para pagamento é de até 8 anos e o limite de R$ 430 mil.

Além desses, há ainda a possibilidade de refinanciar um imóvel para obter dinheiro. Esse crédito disponibiliza o montante com a garantia de um bem. Por esse motivo, as taxas costumam ser as mais baixas do mercado. O interessado pode obter até 60% do valor do imóvel para usar como quiser. Outro aspecto importante é que o prazo para pagamento pode chegar a 20 anos, o que é muito superior a maior parte dos empréstimos.

Alternativa ao crédito rural

A vantagem do refinanciamento de imóvel em relação aos outros créditos é que ele possui um grande prazo de pagamento. Desse modo, além das taxas baixas, ele permite que o produtor pague em até 20 anos.

Diante disso, esse tipo de empréstimo possibilita obter o montante necessário para fazer as melhorias na propriedade, investir na entressafra e conseguir lucros durante todo o ano.

Como existem cada vez mais tecnologias para o campo, o crédito possibilita que o pequeno produtor impulsione a produção, independentemente da época. Entre os destaques disponíveis estão os drones multiespectrais, que ajudam a enxergar toda a área, e softwares que melhoram a gestão do agronegócio brasileiro.

Quer investir na sua propriedade e aumentar os seus lucros? Faça o refinanciamento do seu imóvel na Melhortaxa. Utilize a nossa ferramenta para obter os menores juros para o seu orçamento. Garanta uma melhor gestão do agronegócio!

Veja Também