Financiamento de imóvel usado é de 32,81% em São Paulo

Segundo pesquisa do Creci SP, 32% dos compradores financiaram imóveis usados em outubro de 2018.

Levantamento feito pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CRECISP) apontou que o mercado imobiliário em São Paulo voltou a ficar aquecido. De acordo com as informações publicadas na Revista Qual Imóvel, esse resultado positivo aconteceu principalmente por causa do financiamento de imóvel.

Em São Paulo, o índice de compras imobiliárias parceladas foi de 32,81% contra 65,63% de pagamentos à vista e 1,56% pagas para o proprietário, em outubro de 2018. Por outro lado, no ABC Paulista, em Osasco e em Guarulhos aconteceu o contrário. Nessas localidades, 63,16% dos imóveis foram financiados e 36,84% pagos à vista.

Detalhes sobre a pesquisa

A pesquisa também apurou qual foram os imóveis mais buscados pelos compradores. De acordo com os dados, R$ 300 mil foi o preço médio dos bens consultados nas 37 cidades consultadas. Do total de vendas realizadas, 49,84% foram feitas para imóveis nessa faixa de valor.

Quando se leva em consideração o preço do metro quadrado, 52,72% dos imóveis vendidos custavam até R$ 4 mil/m². Além disso, o Creci SP apurou que muitos compradores obtiveram desconto. Nos bairros nobres das cidades pesquisadas, o abatimento foi de 7,62% e nas regiões centrais foi de 7,71%.

De acordo com o presidente do Creci SP José Augusto Viana Neto, o financiamento bancário ainda é caro para boa parte das pessoas. Porém, é esse recurso que tem ajudado a movimentar o setor. Sem o crédito imobiliário, muitos não teriam condições de adquirir o próprio imóvel à vista.

?

Por que financiar um imóvel usado

Como vimos, em geral, o financiamento de imóvel é a única alternativa para comprar um imóvel. Portanto, esse é o primeiro motivo para se considerar fazer um pagamento a longo prazo. Na prática, o financiamento funciona como um investimento no futuro e no patrimônio da família.

No caso dos imóveis usados, muitas vezes, eles precisam passar por reparos. Dessa forma, a compra à vista pode não ser tão vantajosa pois, além do valor da propriedade, o comprador também gastará com a reforma. Ou seja, o financiamento pode ser a solução para compra o imóvel, enquanto gasta o dinheiro guardado com outros aspectos.

Além disso, é importante destacar que o crédito imobiliário está cada vez menor. Faz quase um ano que a taxa Selic está em 6,5%, índice mais baixo desde 1986. Em função disso, boa parte dos bancos está diminuindo as taxas para atrair os clientes — até porque a crise econômica tinha afastado muito consumidores.

Como fazer financiamento de imóvel usado

Hoje em dia, os bancos possuem linhas de créditos específicas para imóveis novos e usados. Durante muito tempo, os credores privilegiaram as unidades recém-lançadas, pois isso movimentava o setor de construção.

No entanto, depois da crise, com muitas pessoas vendendo as propriedades, os imóveis usados começaram a se destacar. Prova disso é que a Caixa Econômica Federal, que antes financiava até 70% do imóvel, passou a parcelar 80% do valor.

Como resultado disso, os compradores agora precisam de menos dinheiro para a entrada, apenas 20% e não mais 30%. Portanto, está mais fácil comprar aquele imóvel usado que tanto deseja, sem precisar esperar muito tempo para juntar dinheiro.

Para solicitar o financiamento para imóvel usado é simples. Se a propriedade custar até R$ 1,5 milhão, você pode adquiri-lo por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que tem as taxas mais baixas do mercado. Os imóveis acima desse valor são enquadrados no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI).

Analise as taxas

Apesar de a Selic impactar nos produtos financeiros, os bancos têm autonomia para disponibilizarem o crédito pelo valor que quiserem — e, sim, há diferenças significativas de uma instituição para outra. Mesmo que um banco cobra 0,02% a mais que o outro, isso pode impactar no seu orçamento.

Para evitar gastos desnecessários, é recomendável simular o financiamento de imóvel, antes de fechar um negócio. Nesse sentido, a Melhortaxa te ajuda de duas maneiras. A primeira delas é por meio do nosso barômetro. Com essa ferramenta simples e dinâmica, você consegue saber se a taxa que está sendo oferecida é interessante ou não.

Além disso, nós disponibilizamos um simulador de financiamento imobiliário, para que você verifique as condições de crédito, como parcelas e taxa média. Isso te ajuda a ter uma noção melhor do mercado e a fazer a escolha certa. A Melhortaxa também faz a ponte entre você e as instituições bancárias. Preencha o nosso formulário e receba por e-mail as melhores condições de financiamento de imóvel para o seu orçamento. Realize já o seu sonho!

Veja Também