Entenda o que é crédito rotativo e se ele é vantajoso

O rotativo permite que apenas uma parte do valor da parcela do cartão de crédito seja paga


O crédito rotativo é acionado toda vez que o consumidor deixa de pagar a fatura integral do cartão até sua data de vencimento. Geralmente, esse tipo de empréstimo é associado ao pagamento mínimo da conta.

Porém, mesmo quando é pago mais do que o mínimo — e menos que o total —, o crédito rotativo do cartão de crédito passa a correr. Nesse tipo de situação, o banco empresta o valor para completar a fatura, cobrando juros pelo “empréstimo”.

Para entender melhor o que é crédito rotativo, como funciona e se é uma saída vantajosa para quem deseja reorganizar as contas, confira o conteúdo a seguir, que a Melhortaxa preparou para você. 

O que é crédito rotativo

O crédito rotativo, também conhecido como encargos de rotativo, é uma tarifa/juros cobrado de quem não faz o pagamento do valor integral da fatura do cartão de crédito até sua data de vencimento. Nesse caso, é permitido pagar 15% do total da parcela — também conhecido como pagamento mínimo.

O cliente só pode ficar no rotativo do cartão de crédito por até 30 dias. Se, após esse período, ele ainda não puder fazer o pagamento total, o banco deverá oferecer uma opção de parcelamento. Essa alternativa precisa ter juros mais baratos do que os do cartão.

Mesmo assim, é provável que a instituição financeira tenha outros produtos mais econômicos que o rotativo e o empréstimo pessoal. Os créditos com garantia, por exemplo, podem cobrar menos de 2% ao mês.

Vantagens e desvantagens do crédito rotativo

A vantagem do crédito rotativo é a possibilidade de quitar a sua fatura dentro de um período maior. Mas atenção! Ao lado do cheque especial, o encargo de rotativo tem uma das taxas mais caras do mercado, não apresentando qualquer vantagem financeira.

Consumidores desconhecem o valor do crédito rotativo

De acordo com uma matéria do jornal O Globo, cerca de 84% dos usuários de cartão de crédito que recorrem ao rotativo, desconhecem a taxa de juros cobrada por essa modalidade.

Portanto, para que suas contas não saiam do controle e acabem virando uma bola de neve, analise atentamente as faturas de seu cartão de crédito. Assim, ficará mais fácil de montar um planejamento financeiro.

Como evitar custos altos no cartão de crédito

Saber o que significa o crédito rotativo do cartão mostra que ainda é mais vantajoso pagar o valor integral da parcela. Porém, imprevistos podem acontecer e fazer com o que o consumidor só consiga pagar uma parte da conta. 

O crédito parcelado costuma ter juros de 8% ao mês, em média. Na prática, isso é bem menor do que os 15% que costumavam ser cobrados. Apesar disso, a nova opção pode não ser tão vantajosa aos clientes, que podem encontrar opções muito abaixo disso.

Depois de quitar a dívida de cartão de crédito, é fundamental que o consumidor preste atenção ao voltar a usá-lo. O limite não deve ser alcançado apenas porque ele existe, mas porque o indivíduo tem condições de pagá-lo. 

Refinanciamento imobiliário é opção para endividados

Uma opção de trocar várias dívidas por apenas uma, de juros menores, é o refinanciamento imobiliário. Com ele, é possível conseguir até 80% do valor do imóvel e utilizá-lo como quiser, com o prazo de até 20 anos para quitar.

Agora que você sabe como funciona o pagamento mínimo do cartão de crédito e a cobrança de seus juros, e quer se livrar desses encargos com opções como refinanciamento imobiliário e demais linhas de crédito, consulte os especialistas da Melhortaxa e garanta as taxas mais baixas do mercado!

Veja Também

Mais lidos