Dicas de como sair das dívidas de um jeito inteligente e fácil

Conheça algumas dicas de como sair das dívidas de forma rápida e inteligente

Faturas do cartão chegando diariamente, juros acumulados por conta do atraso no pagamento, boletos e contas da casa. Tudo isso sobrecarrega a cabeça a ponto de muitos brasileiros não saberem como sair das dívidas e reverter essa situação.

O objetivo de muitos é honrar seus compromissos financeiros, que ao longo do tempo acumulam juros mensalmente. No entanto, boa parte dos endividados não sabe como sair das dívidas rapidamente e se estabilizar. 

Um corte de gastos ou renegociação do saldo devedor são duas ótimas opções para quem não sabe como resolver essa situação. Conheça algumas dicas da Melhortaxa sobre como renegociar suas dívidas e descobrir um caminho melhor para quitar seus compromissos financeiros.  

Faça um orçamento doméstico

Sente-se calmamente e em um ambiente onde não haja interrupções. Reúna todas as suas informações financeiras, como o valor do seu salário e das pessoas que moram com você e contribuem com as despesas da casa, como filhos, cônjuge, pais ou agregados. 

Depois, junte todas as despesas fixas — aquelas contas essenciais para a manutenção do lar, como água, luz, gás (se for o caso), telefone e internet, condomínio e/ou prestações da residência, e compras de mercado.  

Agora, você vai somar todas essas contas. Algumas têm valores fixos ou variam muito pouco, como o condomínio, por exemplo. Já outras variam conforme o consumo, como água e luz. Para estas, faça uma média de consumo dos últimos meses para criar uma estimativa de quanto será gasto no próximo mês. 

Depois de somar todas as despesas, você terá um valor aproximado dos gastos mensais para manter a casa. Isso possibilita a percepção de qual é o real poder de compra dos salários e perceber se há um respiro no orçamento mensal ou se apenas com o consumo básico a situação financeira já é preocupante.

Depois disso, junte todas as dívidas, como cartões de crédito, financiamento de carro, empréstimos e outras contas. Faça o mesmo processo: some-as para descobrir quanto é gasto mensalmente com as dívidas.

Os três cálculos — dos salários recebidos, das contas fixas e das dívidas — ajudam a traçar um panorama de como está a situação financeira da família, o que possibilita uma melhor avaliação dos próximos passos e pensar em formas de como sair do vermelho financeiramente.  


Compre somente itens necessários

Sabe aqueles produtos que compramos porque estão na moda ou em promoção, mesmo quando não precisamos? Eles são um dos principais itens a serem cortados do seu orçamento mensal caso queira acabar de vez com as dívidas.

Além das compras, pacotes de televisão por assinatura também podem ser reduzidos. Com a alta dos serviços de streaming, é melhor investir num plano de internet mais vantajoso, que costuma ser mais barato do que a televisão. 

Reduzindo também gastos adicionais, como cinema e combustível (que tal trocar o carro por metrô ou bicicleta?) também será possível reorganizar o seu estilo de vida. Pode não parecer, mas no fim das contas essa pequena economia fará toda a diferença no fim do mês.

Pense em maneiras de ganhar uma renda extra

Já parou para pensar que existem outras maneiras de obter uma renda extra no fim do mês sem precisar trabalhar com carteira assinada? Hoje, cada vez mais pessoas buscam transformar oportunidades e vocações em serviços, como artesanato, doces e salgados sob encomenda, entre outras tarefas.

Outra opção para ampliar a entrada de dinheiro em seu orçamento é se desfazer de roupas, brinquedos e móveis que não são mais usados e só estão ocupando espaço no seu imóvel. Vendendo esses itens em uma espécie de brechó, é possível juntar pequenas quantias de dinheiro e deixá-las como reserva financeira.

Renegociação e refinanciamento

Duas ótimas opções para quem não sabe como sair das dívidas são a renegociação e o refinanciamento. Para renegociar suas dívidas, basta entrar em contato com o credor e fazer uma proposta. Após avaliação, ele pode aceitar ou não, e até mesmo fazer uma contraproposta. 

A segunda opção é o refinanciamento imobiliário, no qual o imóvel é dado como garantia e é recebida uma quantia em troca. Isso é vantajoso porque essa modalidade oferece taxas de juros menores e mais favoráveis ao seu bolso. 

Refinanciamento é na Melhortaxa

Se interessou por essa última opção? Confira as soluções de refinanciamento da Melhortaxa. Converse com a nossa equipe de consultores especializados e saiba mais sobre as nossas condições! 

Veja Também