Consiga juros baixos com calculadora de financiamento de imóvel

Alguns fatores, como o valor de entrada, influenciam na hora de financiar e calcular isso antes é fundamental


Para quem está pensando em financiar um imóvel, é essencial ficar por dentro das opções de financiamento e das taxas de juros para conseguir ótimas propostas. Para isso, experimente usar uma calculadora financiamento imóvel.

Segundo pesquisa do Serviço Central de Proteção ao Crédito, ter a casa própria é o sonho de 39% dos brasileiros.

Se você está nesse grupo, já sabe que o processo é mais fácil do que se pensa, embora precise cuidados na hora de encontrar a melhor instituição financeira com a taxa de crédito mais vantajosa.

O que você precisa saber antes de financiar um imóvel

Na hora de financiar imóvel, é fundamental utilizar um simulador de financiamento imobiliário para saber o valor total do empréstimo, já considerando os juros.

O valor costuma variar dependendo do tempo de financiamento, valor da taxa de entrada e credibilidade do comprador.

Além dos juros, taxas extras incidem sobre o valor das parcelas do financiamento. Entre elas, vale destaque duas principais que asseguram o imóvel, como o seguro por morte e invalidez e de danos físicos que o imóvel pode sofrer durante o processo de financiamento. Essas taxas são obrigatórias.

Quem pode financiar um imóvel

Qualquer pessoa pode financiar um imóvel. O ponto principal é a aprovação da documentação e que você possua renda suficiente.

A comprovação é diferente para cada tipo de vínculo empregatício e o valor das parcelas não pode ultrapassar 30% do seu rendimento mensal.

Uma boa dica para levantar capital e conseguir investir no sonho da casa própria é cortar gastos e economizar um valor suficiente para dar entrada no financiamento.

Além disso, você pode experimentar investir enquanto guarda o dinheiro e oferecer um maior valor de entrada.

Qual o valor mínimo de entrada para financiamento?

Atualmente, as regras de financiamento exigem, no mínimo, 10% de entrada do valor total do imóvel.

Segundo dados da Associação Brasileira de Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), os brasileiros preferem dar valor de entrada de apartamento em torno 35% do valor total, financiando os 65% restantes.

Mesmo que o valor de entrada exigido seja baixo, é recomendado oferecer uma entrada maior, a fim de evitar juros muito altos. Algumas técnicas podem ajudar você a poupar dinheiro, oferecer uma boa entrada de imóvel e aproveitar as ofertas da melhor forma. Na dúvida, consulte uma calculadora de financiamento de imóvel.

Como conseguir juros mais baixos

Além do valor de entrada, os bancos analisam outros critérios na hora de oferecer a proposta com os juros do financiamento.

Entre eles, é verificado se o nome do comprador está inadimplente. Nestes casos, é comum a taxa de juros ser maior devido ao risco. Busque regularizar dívidas antes de solicitar o empréstimo.

Você também pode melhorar a sua nota no cadastro positivo, também conhecido como score, nada mais é que a sistematização dos seus dados de pagamento de contas de serviços, empréstimos, cartão de crédito, entre outras tarifas, em que você recebe avaliação como bom ou mau pagador conforme a pontualidade.

Como escolher a melhor taxa de financiamento

Comprar um imóvel é um momento muito importante na vida do interessado. Como o valor do item costuma ser caro e acima das economias da maior parte das pessoas, o financiamento de imóvel é uma prática comum e recomendada para todos que pretendem sair do aluguel e investir em algo próprio.

A equipe da Melhortaxa é especializada em conseguir excelentes propostas, conforme o perfil do comprador.

Você pode preencher seus dados em nossa calculadora de financiamento de imóvel para receber as propostas no seu e-mail e fazer a escolha de forma calma e segura. Depois, é só enviar a documentação.

Veja Também

Mais lidos