Utilize um empréstimo ou financiamento para a reforma da casa!

Valores, prazos e juros de cartão de crédito para compra de material de construção dependem do perfil do comprador e da obra

Mudar os cômodos da casa é algo que muita gente deseja e acaba realizando em algum momento da vida. No entanto, isso custa dinheiro. Para tanto, adquirir um financiamento para reforma ou alguma outra modalidade de crédito vantajosa junto a alguma instituição financeira deve ajudar o proprietário a adquirir o montante necessário para tocar o projeto sem a necessidade de pausá-lo no meio do caminho.

 

O refinanciamento imobiliário, por exemplo, é uma outra opção de crédito que pode ajudar o consumidor a não se apertar com as contas, visto o seu longo prazo com baixas tarifas. Confira o post abaixo da Melhor Taxa e saiba mais sobre o financiamento para reforma.

Como funciona um financiamento para reforma de imóvel?

Diversos bancos e empresas médias de crédito trabalham com empréstimo para reforma. Nesse caso, as instituições financeiras permitem-se cobrir até 100% do valor correspondente a obra, cobrando taxas até mais baixas do que um empréstimo pessoal comum. Inclusive, a modalidade é válida, na maioria das empresas, para imóveis residenciais e comerciais.

 

No entanto, como em qualquer outra modalidade de crédito, há algumas exigências que devem ser cumpridas pelo cliente. Comprovar a renda, claro, é o mais essencial — dependendo do montante, o financiamento para reforma pode cobrir todos os custos da obra.

 

Além disso, as instituições exigem que o contratante seja, de fato, o proprietário do imóvel — não podendo, portanto, que esse esteja alienado a algum outro financiamento. Por fim, a pessoa não pode ter outro imóvel no local e região em que mora ou pretende morar após a reforma.

As vantagens de reformar a casa com um financiamento

A existência do crédito facilita a necessidade de reformar a casa do consumidor. Confira algumas vantagens da aquisição de um empréstimo para executar a sua reforma:

1- “O barato sai caro!”

Normalmente, a maioria dos proprietários de imóvel prefere juntar a quantia certa de dinheiro para realizar uma reforma na casa ou apartamento. No entanto, alguns imprevistos podem acabar acontecendo nessa situação. No meio da obra, por exemplo, há a chance dos custos se elevarem ainda mais — então, é torcer para não faltar dinheiro para pagar.

Ficar com uma obra inacabada dentro de casa pode ser desagradável — ainda mais para quem economizou por tanto tempo para fazer a tão desejada reforma. No entanto, pior que isso é tentar pagar o mais barato possível pela mão-de-obra para, inevitavelmente, acabar recebendo em troca um resultado não muito satisfatório.

Aquela máxima popular, “o barato sai caro”, se aplica perfeitamente nesse caso. Ao invés de procurar reduzir os custos com as suas economias, adequar um empréstimo para reforma de imóvel nos gastos mensais já é uma ideia melhor.

Para tornar o negócio ainda mais interessante, refinanciar a própria casa ou apartamento pode ajudar a obter um crédito ainda maior — e de uma vez só, visto que no financiamento para reforma o montante é liberado conforme a obra acontece.

2- Juros e prazos de pagamento melhores

Como dito anteriormente, os prazos e taxas de juros de um financiamento para reforma acabam sendo mais vantajosos do que utilizar um empréstimo comum para a mesma finalidade. Há uma boa variação entre as instituições financeiras, mas, no geral, o valor acaba ficando entre 2 a 4% de juros ao mês — porém, ainda maior do que, por exemplo, refinanciar um imóvel.

 

Com isso, diversos consumidores optam por encarar prestações de financiamento — fáceis de pagar — por um certo período de tempo ao invés de torrar todas as economias na reforma do próprio lar.

3- Melhor manter a reserva de dinheiro do que gastar-lá com uma reforma!

Seguindo a linha da vantagem acima, adquirir um empréstimo para reformar o seu lar acaba ajudando na manutenção da sua poupança — vulgo aquele dinheiro guardado para casos de emergência. Dependendo de quais mudanças foram planejadas para o lar, as obras podem acabar sendo muito custosas ao bolso do proprietário.

 

Nesse sentido, há uma demora considerável em se juntar todo o montante destinado à reforma.  Além disso, em algum momento a poupança pode acabar sendo necessária para resolver imprevistos — e, portanto, é importante que ela esteja abastecida.

Sempre tenha cautela antes de contratar um financiamento

Qualquer modalidade de crédito como o empréstimo para reformar imóvel consiste em uma operação de alto valor financeiro. Nesse sentido, toda e qualquer cautela deve ser tomada no momento de concretizar o negócio, pois o cliente estará se comprometendo com uma dívida extensa — ocasião em que a adimplência é extremamente recomendada.

 

Além disso, é importante lembrar que, por mais que o financiamento para reforma possua taxas exclusivas, em alguns casos outras linhas de crédito podem ser mais interessantes para o consumidor. Não só pelas taxas de juros, mas pelo valor pretendido.

 

O refinanciamento, inclusive, é um bom exemplo disso. Com taxas ainda menor do que o financiamento para reforma e tendo um prazo de pagamento bem extenso, o consumidor obterá o crédito todo de uma vez para poder planejar e executar a obra da melhor maneira possível.

 

Quanto à pesquisa de mercado e taxas de refinanciamento, no entanto, nós da Melhor Taxa fazemos para você a busca do melhor juros do mercado. Basta responder o formulário presente em nosso site que o resto fica a nosso cargo. Solicite um financiamento de imóvel e pague menos na aquisição do seu imóvel!

 



  • financiamento de reforma
Veja Também