Como funciona o empréstimo consignado?

Entenda como ele funciona e o que fazer em caso de inadimplência

Está precisando de dinheiro extra e vai pegar um empréstimo? Uma das opções é o crédito consignado, que oferece boas condições com taxas baixas e maior prazo para pagamento. Além desses atrativos, o principal chamariz do crédito é o desconto das parcelas diretamente no pagamento do contratante.

Se interessou por esse empréstimo? Confira abaixo mais informações sobre essa linha de crédito e descubra se essa opção pode ser boa para você. 

O que é o crédito consignado?

O empréstimo consignado é um crédito no qual as parcelas de pagamento do empréstimo são descontadas automaticamente dos rendimentos mensais do contratante. Ele pode ser pago de forma direta no contracheque, ou, em caso de aposentados ou pensionista, por meio dos benefícios do INSS.
 
Muito popular no mercado financeiro, o empréstimo consignado pode ser uma boa opção para quem precisa de dinheiro a curto prazo e com taxas de juros relativamente baixas. Novos modelos baseados nesse crédito sempre surgem. 
 
Um deles é o empréstimo consignado com garantia de FGTS, no qual o saldo era usado como garantia para a transação, enquanto os descontos aconteciam no holerite do trabalhador. No entanto, recentemente a Caixa Econômica Federal (CEF) suspendeu temporariamente a modalidade. 

Como fazer o empréstimo?

Antes da contratação, faça uma simulação do empréstimo consignado para saber se você tem reais condições de arcar com as parcelas de pagamento. Pensando nisso, existe um limite para o consignado. Assim, quem deseja o crédito não requisita qualquer montante e não se compromete além do que pode. 

O limite é chamado de margem consignável e é de 35% da renda mensal – valor que pode ser dividido em dois: 5% vão para o cartão de crédito consignado e o restante ao empréstimo de fato. A norma vale para todos os abatimentos, tanto aqueles feitos diretamente no salário, no contracheque ou nos benefícios do INSS. 

O teto procura evitar o endividamento e permitir que a pessoa arque com gastos necessários de sua vida, considerados essenciais pela lei. 

Inadimplência

Por ter taxas de juros mais baixas do que outras modalidades de crédito, o consignado pode ser uma boa opção para quem precisa de dinheiro rápido. Ainda assim, é importante saber que o pagamento mensal do empréstimo nunca pode ser adiado e é necessário ter  saldo ou margem para arcar com as parcelas da dívida. 


Em alguns casos, é possível que o cálculo da margem seja feito de forma errada, comprometendo a renda mais do que o recomendado e colocando o contratante em uma situação delicada. Quando a margem fica negativa significa que a empresa não está conseguindo realizar o desconto.

Como renegociar dívidas do consignado?

Em caso de inadimplência, é possível que a instituição financeira que emprestou o dinheiro opte pelo cancelamento do contrato. Nessas situações, é preciso realizar uma renegociação das dívidas do consignado. Operações como o refinanciamento e a portabilidade de crédito são opções a se considerar
 
No refinanciamento de imóveis, o bem possuído pelo contratante é dado como garantia de empréstimo. Nessa situação, substitui-se o consignado por um crédito com taxas ainda mais baixas, facilitando o pagamento da dívida. Quanto mais confortável para o consumidor for esse pagamento, melhor. 

Refinanciamento é na Melhortaxa!

Se interessou pelo refinanciamento, mas não sabe se é uma boa opção? A Melhortaxa pesquisa para você as opções que mais se encaixam no seu bolso e pode te ajudar nesse processo! Converse com um dos nossos especialistas! 

Veja Também