A Caixa Econômica Federal é um dos mais antigos bancos brasileiros e referência na hora de conseguir crédito. Por conta das taxas de juros mais baixas e do prazo mais longo do que dos bancos privados, a instituição acaba saindo na frente na preferência de muitos na hora de tomar empréstimos ou financiamentos. O que não significa que o banco não faça exigências para o tomar.

Entenda o financiamento de imóveis na Caixa Econômica e as etapas do processo:

Liberação do crédito e juros – Todo o processo de financiamento parte de duas variáveiss: o valor do imóvel a ser financiado e a renda do beneficiário. Esses valores precisam ser proporcionais, de modo que o valor financiado, as parcelas e a taxa de juros adotada funcionem para o banco e para o cliente.

Por isso, holerites ou notas fiscais –  para quem trabalha como pessoa jurídica – são uma das primeiras exigências do banco para decidir se o crédito será liberado ou não, assim como o valor do imóvel. Na Caixa, no máximo 30% da sua renda mensal pode ser comprometida com o pagamento das parcelas. Se o banco não conseguir chegar a um valor mensal que caiba no bolso do cliente o financiamento não é liberado. E essa é uma das principais causas para a negação de crédito.

Os juros também são calculados de acordo com a renda, e essa relação é diretamente proporcional. Ou seja: quanto maior o orçamento da família ou o preço da casa, mais altos serão os juros cobrados.

É bom lembrar, no entanto, que o aumento da taxa básica de juros, a Selic, altera todo o sistema de crédito, e que outras decisões da Caixa podem mexer com o custo do financiamento. Foi o que aconteceu em janeiro de 2015, quando subiram os juros de financiamento de imóvel para quem possui renda mensal acima de R$ 5,4 mil e não utiliza os recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) na operação e sim da poupança.

Etapas do processo – Dá pra ganhar tempo partindo da simulação do financiamento via internet. No site da Caixa é possível simular o negócio com o valor da entrada e das parcelas, sua renda e o preço do imóvel que pretende comprar. Se nessa primeira etapa o site apontar uma solução que cabe no seu orçamento, vá até uma agência da Caixa levando os documentos pessoais necessários para o cadastro. Mas lembre-se que apenas a simulação no site não garante nada. Uma vez no banco, ele irá fazer a análise de crédito definitiva.

Após um período de dois a cinco dias úteis o banco dá a resposta. Se o crédito for aprovado, a Caixa informa as condições do negócio, como prazo e valor da entrada, das parcelas e dos juros.

Desde a simulação até a assinatura do contrato, a liberação de um financiamento pela Caixa leva cerca de 30 dias. Mas esse prazo só começa a contar a partir do momento em que os compradores e os vendedores entregam toda a documentação necessária. A Caixa cuida também da documentação por parte do vendedor e da avaliação do imóvel em si, processo feito por engenheiros.  O prazo para entrega do laudo de avaliação é de até 15 dias. Com isso, a aprovação final do financiamento leva entre 20 a 30 dias.

LEAVE A REPLY

Coloque seu comentário
Please enter your name here