Como calcular o seguro residencial?

Custo de reconstrução do imóvel e de todos os seus pertences são fundamentais para calcular o valor da apólice

Ao calcular o seguro de uma residência, alguns fatores importantes são levados em consideração antes de se chegar a um preço final. Poucos sabem, mas o valor de cobertura da apólice a ser contratada não necessariamente é o mesmo do preço de mercado do imóvel.

Os motivos pelos quais isso é possível, você irá descobrir neste post feito especialmente para esclarecer suas dívidas ao fazer uma cotação de seguro residencial. Além disso, entenda como o valor das coberturas básicas e adicionais interferem no valor a ser pago à seguradora.

?

Saiba quanto custa a reconstrução do imóvel

O primeiro item levado em consideração ao calcular o seguro residencial, é o valor a ser gasto com uma possível reconstrução da propriedade em caso de incêndio. Como se sabe, este tipo de cobertura é obrigatória e deve estar presente em todas as apólices, independentemente se nelas há adicionais, como de roubos e furtos.

Saber o custo de reconstrução é importante pois, muitas vezes, seu preço final é inferior ao valor de mercado da residência. Logo, o montante a ser pago pela contratação da apólice será relativamente menor, contribuindo por evitar um pequeno “gasto desnecessário”.

Entendendo melhor, considere a seguinte situação:

  • uma propriedade é avaliada pelo mercado em R$ 800 mil por conta de sua localização estar em um bairro com forte tendência de valorização;
  • caso o bem for vítima de incêndio, seu custo de reconstrução fica orçado em R$ 550 mil,
  • portanto, a cobertura obrigatória contratada será de R$ 550 mil apenas. Isso porque, como o valor de mercado usado no financiamento leva em consideração o tamanho do terreno, independentemente se nele há algo construído ou não, ele não é considerado.

Ao compor o custo de construção, cabe lembrar, são levados em consideração uma série de preços envolvendo a metragem do imóvel, o custo dos materiais e mão de obra. Assim, fica muito mais fácil saber qual o valor de apólice capaz de atender perfeitamente suas necessidades.

Tenha em mente o valor dos seus pertences

Ainda com relação a cobertura obrigatória contra incêndios e explosões, caso aconteça algum acidente, seus pertences podem ficar danificados ou simplesmente destruídos. Por esse motivo, é muito importante levar em conta o preço de cada item ao simular um seguro de casa.

Outra situação em que corre-se o risco de perder seus eletrodomésticos e móveis, é se sua casa for vítima de roubo ou furto. No entanto, neste caso, para receber a indenização, é preciso ter contratado uma cobertura adicional capaz de te assegurar contra qualquer problema do tipo.

Caso os aparelhos sejam apenas danificados, o morador precisará fazer um orçamento de quanto irá custar o conserto de todos os itens. Assim, mediante apresentação de nota fiscal, a seguradora ficará responsável por quitar todos os reparos até o valor máximo da apólice contratada.

Agora, se os eletrônicos derem perda total, a seguradora irá pagar pela compra de novos, desde que o valor não seja superior ao da apólice. Por exemplo: se a cobertura contratada permite um ressarcimento de até R$ 150 mil, você só será indenizado até este montante.

Roupas, joias, quadros e acessórios, como tapetes e cortinas, também devem entrar na conta. Mesmo os móveis e eletrodomésticos terem um maior custo de aquisição, esses demais itens precisarão ser considerados ao calcular um seguro de casa mais adequado às suas necessidades.

Chegando ao preço final

Cadastrando-se no site da Melhortaxa, iremos te ajudar a contratar um seguro mediante as necessidades de sua residência. Verificando todos os custos listados nos tópicos acima, ficará mais fácil escolher quais coberturas serão necessárias para compor o preço de uma apólice.

Por exemplo: se a cobertura contra roubo e furto terá um valor máximo de R$ 150 mil e a contra incêndio e explosões R$ 550 mil, o total da apólice será de R$ 700 mil. Contudo, existem outros itens adicionais que podem ser contratados, como perda de chaves, responsabilidade civil familiar e vazamentos e rachaduras.

Mesmo com toda a cobertura oferecida pelo seguro residencial, seu custo de aquisição é bem inferior se comparado a um automotivo. Inclusive, essa pode ser a principal vantagem de contratar um serviço de proteção ao seu lar e ficar despreocupado caso aconteça algum imprevisto.

Conte com nossa ajuda 100% gratuita ao calcular o seguro de sua residência e ficar protegido contra incêndio, roubos e furtos e demais coberturas extras. Cadastre-se aqui em nosso site e receba toda a assistência ao verificar qual preço de apólice é o mais adequado às suas necessidades.

Veja Também