Afinal, portabilidade ou refinanciamento?

Você sabe qual é a diferença entre portabilidade e refinanciamento imobiliário? Mesmo se tratando de dois produtos financeiros distintos, ambos podem ser utilizados para você aliviar o pagamentos de dívidas.

Portabilidade de crédito - É uma opção que qualquer cliente pode recorrer quando identifica uma taxa mais barata para o seu empréstimo imobiliário. Com ela, é possível transferir tanto o financiamento imobiliário comum quanto o financiamento com imóvel em garantia de uma instituição financeira para outra. 

Conforme o artigo 1º da Resolução nº 4.292, de 20 de dezembro de 2013, do Banco Central do Brasil, a portabilidade é a “transferência de operação de crédito de instituição credora original para instituição proponente, por solicitação do devedor”.

Ainda segundo a determinação do Banco Central, a instituição credora original só é obrigada a realizar a portabilidade se o prazo para pagar a dívida e o valor do empréstimo forem menores ou iguais aos da primeira contratação. Conforme o artigo 3º da Resolução nº 4.292, de 20 de dezembro de 2013, “o valor e o prazo da operação na instituição proponente não podem ser superiores ao saldo devedor e ao prazo remanescente da operação de crédito objeto da portabilidade na data da transferência de recursos de que trata o art. 7º”.

refinanciamento imobiliário, por sua vez, é um empréstimo garantido por hipoteca ou alienação fiduciária. Nessa operação, a instituição financeira e o banco avaliam imóvel a ser dado como garantia, a renda do solicitante por crédito e, posteriormente, concedem o empréstimo de até 50% do valor avaliado.

A Melhortaxa pesquisa, compara e entrega as melhores propostas de refinanciamento imobiliário das maiores instituições financeiras do país, analisa seu perfil financeiro e indica a melhor opção de crédito, sem cobrar  nada por isso. Faça já uma simulação!



Compartilhe

Veja Também