5 desafios do empréstimo para produtor rural e como saná-los

Setor agrícola sofre com incertezas e burocracia na hora de solicitar crédito

O agronegócio é um dos mercados com maior potencial no Brasil. Porém, para que o setor cresça, é necessário que haja crédito. Nesse sentido, nem sempre o empréstimo para produtor rural é fácil de ser obtido.

Além das dificuldades comuns a esse tipo de procedimento bancário, o produtor também vive uma realidade diferente de outros profissionais. Entenda melhor quais são os desafios desse setor e quais são as alternativas!

?

1- Política de crédito agropecuário

As diversas exigências feitos pelos bancos têm feito com que muitos produtores se distanciem do crédito rural. De acordo com o portal Rural News, mais de um milhão de agricultores poderiam se beneficiar desse empréstimo.

No entanto, apenas 15% dos produtores brasileiros têm acesso a esse dinheiro. Isso faz com que a produção não seja tão grande quanto poderia ser, diminuindo os potenciais de lucro das propriedades e do próprio mercado nacional. O crédito acaba, portanto, ficando na mãos de poucos.

2- Processo burocrático

O empréstimo para produtor rural demora cerca de seis meses para se liberado. Portanto, é mais fácil o interessado obter o financiamento para um veículo do que para investir na produção.

Essa burocracia pode ser vista em boa parte dos bancos. Ela se deve, principalmente, às diversas exigências feitas pelas instituições, como documentações e comprovantes de pagamento.

3- Política anual

Outro desafio que os produtores enfrentam é o fato de a política de crédito rural ser anual. Chamado de Plano Safra, o período vai de junho de um ano até julho do outro. Antes disso, são divulgadas as condições e opções de créditos para quem quiser solicitar a verba.

Se essa política contemplasse ao menos cinco anos — como os representantes do setor defendem —, isso seria muito diferente. No caso de haver um plano plurianual, os produtores teriam maior visibilidade orçamentária, juros de longo prazo e até clareza nos critérios de concessão de empréstimo.

4- Crédito focado

Atualmente, existem diversos tipos de empréstimos para produtor rural, sendo que cada um é para uma finalidade específica. Portanto, depois de passar por todo o processo de solicitação do crédito, o produtor só tem dinheiro para realizar um projeto. Isso pode ser a compra de máquinas, suprimentos ou animais.

Além disso, há quem deseje o financiamento para produtor rural, incluindo a propriedade — ou a expansão dela — e não apenas a atividade. No entendimento deles, seria interessante haver a possibilidade de as instituições financiar o negócio como um todo.

5- Dificuldade de pagamento

Mesmo depois de obter o crédito rural, os produtores também podem ter um novo desafio pela frente: o pagamento. Isso ocorre porque a quitação está associada com a produção, que nem sempre é satisfatória.

Há situações em que o produtor sofre com as pragas que atacam as criações ou quebras nas safra, seja por conta de mudanças climáticas ou outro motivo. Nesses casos, o contrato se torna difícil de ser cumprido, aumentando o endividamento.

Alternativa ao crédito rural

Diferentemente do crédito agrícola, o refinanciamento imobiliário é um processo mais simples e rápido. Nesse caso, o empréstimo conta com uma segurança financeira — que é o imóvel —, o que garante taxas baixas.

Além disso, o produtor que opta por esse crédito pode ter à disposição até 60% do valor do imóvel, para investir como quiser. O montante não está atrelado a apenas um tipo de uso, como a compra de máquinas ou animais.

Outro aspecto positivo que faz o refinanciamento ser uma alternativa interessante para a agropecuária é o longo prazo de pagamento. Para esse tipo de crédito, o mutuário tem até 20 anos para quitar a dívida. Também é possível durante esse tempo renegociar a quitação, para evitar um maior endividamento.

Desse modo, o empréstimo com garantia de imóvel é uma opção mais viável para o setor agropecuário. Ele não tem o processo burocrático dos outros créditos agrícola e as regras não são alteradas anualmente. Isso permite que o produtor se organize melhor e possa solicitar o dinheiro quando julgar necessário.

Na Melhortaxa, é muito fácil solicitar um empréstimo para produtor rural com garantia de imóvel. O primeiro passo consiste em fazer uma simulação de refinanciamento, para verificar qual crédito é o mais adequado para as necessidades. Aproveite agora mesmo essa facilidade para investir melhor no seu negócio!

Veja Também