4 dicas para escolher o melhor seguro residencial

Analise fatores envolvendo suas reais necessidades e o custo-benefício ao seu bolso durante a contratação do melhor seguro residencial

Durante a contratação de um financiamento, uma dica é sempre fechar negócio com uma seguradora capaz de proteger o seu imóvel desde o primeiro momento. Contudo, assim como na contratação do crédito, é preciso analisar minuciosamente quais apólices melhor atenderão suas necessidades.

Como se sabe, a apólice contra incêndio, queda de raio e explosão deve estar presente em todos os seguros contratados. Assim, será preciso avaliar apenas quais coberturas adicionais atendem as características do seu lar. Confira neste post, como escolher o melhor seguro residencial!

?

1- Verifique quais coberturas adicionais são necessárias

Existem dezenas de coberturas adicionais a serem contratadas em um seguro residencial de acordo com as necessidades do cliente. Normalmente, a mais procurada é aquela capaz de cobrir situações envolvendo roubos e furtos de móveis e demais itens presentes na sua casa.

Contudo, pode parecer incrível, mas existem seguros até contra perda de chaves, afinal, quem nunca ficou para fora de casa? A seguir, fique por dentro das principais coberturas adicionais existentes nas apólices:

  • roubo e furto: uma das coberturas de seguro residencial mais procuradas irá proteger todos os pertences do seu lar, caso eles sejam vítimas de algum assalto ou roubo/furto qualificado. Normalmente, o seu limite será correspondente a até 20% da apólice;
  • problemas elétricos: cobre o conserto de quaisquer aparelhos eletrônicos vítimas de curto-circuito. Além disso, o relógio de luz e toda a instalação de sua residência ficará assegurada com esta apólice;
  • fumaça: irá proteger quando alguma fumaça proveniente do seu ou de outro imóvel danificar parte da estrutura ou mobiliário de sua casa;
  • alagamentos e enchentes: muito procurado por quem reside nas partes baixas das cidades, esta cobertura irá cobrir todos os prejuízos causados pela força da água em dias de temporais;
  • vidros e demais itens frágeis: irá te ressarcir contra todos os vidros, pias, mármores e espelhos quebrados em sua residência acidentalmente. Um grande alívio para quem possui crianças e animais em casa;
  • responsabilidade civil familiar: caso você tenha sido responsável por algum dano causado ao vizinho ou morador das redondezas e, por isso, será obrigado a indenizá-los, a seguradora irá cobrir todos os custos,
  • desmoronamento: contratado, geralmente, por pessoas que moram em lugares altos ou com risco de ocorrer algum acidente natural.

Tais coberturas adicionais, cabe lembrar, devem ser contratadas caso julgue necessário, pois, caso contrário, irá pagá-las à toa. Por exemplo: se sua casa se situa em um local sem risco de deslizamento de terra, não será preciso contratar uma apólice contra estes danos.

2- Analise as apólices do seguro predial

Todo empreendimento residencial possui um seguro predial com o objeto de proteger todos os moradores do condomínio de possíveis incidente. No caso, a apólice obrigatória dos prédios incluem quedas de raio ou quaisquer acidentes de mesma natureza capazes de comprometer sua estrutura.

Assim como as coberturas do seguro residencial, as do predial também podem ser contatadas facultativamente pelo síndico de acordo com as necessidades do condomínio. Isso inclui desde conserto de vidros ou torneiras dos ambientes coletivos até manutenção de elevadores e outros equipamentos.

O seguro predial também protege alguns itens dentro de cada apartamento, tais como vazamentos em tubulações e infiltrações. Diante disso, uma dica é sempre consultar a apólice do seguro predial antes de contratar um apenas para seu imóvel. Assim, nenhuma cobertura será paga por você à toa.

3- Saiba qual valor de apólice melhor lhe atende

Verifique qual valor de seguro residencial cada seguradora apresenta antes de contratar uma apólice. Uma dica sobre como escolher uma cobertura básica contra incêndio ou explosões, é verificar se o valor a ser pago de indenização caso ocorra um sinistro seja superior a 60% do preço do imóvel.

Com relação às coberturas adicionais, estas devem cobrir um percentual considerável de valor em relação ao total da apólice. Por exemplo:

  • uma apólice possui valor total de R$ 500 mil correspondente a 70% do preço do bem;
  • a cobertura adicional contra roubos e furtos irá cobrir danos de até 25% da apólice,
  • logo, o máximo de indenização a ser recebida caso ocorra este sinistro será de R$ 125 mil.

4- Pesquise antes de contratar uma seguradora

Quanto menos tempo uma seguradora demora até pagar sua indenização e para atender a um chamado de emergência, melhor. Tenha isso em mente enquanto estiver pesquisando qual empresa melhor atenderá suas necessidades.

Para isso, conte com a ajuda da Melhortaxa e de nossa equipe totalmente especializada durante a contratação do melhor seguro residencial. Cadastre-se já em nosso site e conte conosco sem precisar sair do conforto do seu lar!

Veja Também